Resenhando Química Orgânica

Para produzir a resenha crítica de QUÍMICA ORGÂNICA – Vinicius de Morais, observe as seguintes orientações.

Entrega: 22/08

Digitado ou Manuscrito (no mínimo 15/ no máximo 30 linhas)

Pontuação: 0,0 a 0,5

  1. Referência bibliográfica da obra resenhada     Clique aqui para conferir REFERÊNCIAS BILIOGRÁFICAS
  2. Título da resenha
  3. Autor da resenha
  4. Introdução: apresente a obra e o autor do texto lido
  5. Desenvolvimento: resuma o enredo e analise suas características
  6. Conclusão: recomenda a obra? Por quê?

 

Observe abaixo uma resenha de texto.

 

ASSIS, Machado de. A causa secreta. In: Machado de Assis – Obra completa v.II. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1986.

 

 

Top secret: revelações machadianas do cerne humano

André A. Gazola

 

Este é um conto que aborda um tema oculto da alma de todo ser humano: a crueldade. Foi publicado originalmente na coletânea Várias Histórias, em 1896, depois em diversas outras compilações, como  Obra completa Vol.II, da Editora Nova Aguilar.O autor, Joaquim Maria Machado de Assis, é considerado um dos maiores escritores brasileiros e entre seus livros encontram-se as coletâneas de contos Histórias da meia-noite e Contos fluminenses.

Machado de Assis cria um cenário onde o recém formado médico Garcia conhece o espirituoso Fortunato, dono de uma misteriosa compaixão pelos doentes e feridos, apesar de ser muito frio, até mesmo com sua própria esposa.

Por meio de uma linguagem bastante acessível, que não encontramos em muitas obras de Assis, o texto mescla momentos de narração – que é feita em terceira pessoa – com momentos de diálogos diretos, que dão maior realidade à história.

Uma característica marcante é a tensão permanente que ambienta cada episódio. Desde as primeiras vezes em que Garcia vê Fortunato – na Santa Casa, no teatro e quando o segue na volta para casa, no mesmo dia – percebemos o ar de mistério que o envolve.

Da mesma forma, quando ambos se conhecem devido ao caso do ferido que Fortunato ajuda, a simpatia que Garcia adquire é exatamente por causa de seu estranho comportamento, velando por dias um pobre coitado que sequer conhece.

A história transcorre com Garcia e Fortunato tornando-se amigos, com a apresentação de Maria Luiza, esposa de Fortunato e ainda com a abertura de uma casa de saúde em sociedade. O clímax então acontece quando Maria Luiza e Garcia flagram Fortunato torturando um pequeno rato, cortando-lhe pata por pata com uma tesoura e levando-lhe ao fogo, sem deixar que morresse. É assim que se percebe a causa secreta dos atos daquele homem: o sofrimento alheio lhe é prazeroso. Isso ocorre ainda quando sua esposa morre por uma doença aguda e quando vê Garcia beijando o cadáver daquela que amava secretamente. Fortunato aprecia até mesmo seu próprio sofrimento.

É possível afirmar que este conto é um expoente máximo da técnica de Machado de Assis, deixando o leitor impressionado com um desfecho inesperado, mas que demonstra – de forma exponencial, é verdade – a natureza cruel do ser humano. É uma obra excelente para os que gostam dos textos de Assis, mas acham cansativa a linguagem rebuscada usada em alguns deles.

  Resenha adaptada de http://www.lendo.org/wp-content/uploads/2007/06/a-causa-secreta-resenha.pdf

 

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *